Reajuste de Aluguel: calculadora gratuita para IPCA e IGP-M

10 Janeiro 2024 | Atualizado em 28 Maio 2024
Por Nicole Santos

Como funciona reajuste de aluguel?

O reajuste no valor do aluguel ocorre conforme a determinação da Lei do Inquilinato. O valor pago em aluguel é reajustado anualmente com base em um indicador constado em contrato.

As opções mais comuns são o Índice Geral de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) ou o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M), que é a opção mais comum em contratos tradicionais.

Lembrando que todo tipo de reajuste deve ser acordado previamente em contrato. O tempo mínimo para reajuste é de um ano, segundo a Lei do Inquilinato, e por isso a maior parte do mercado adota essa regra comum.

Como calcular reajuste de aluguel pelo IGP-M?

O cálculo do reajuste de aluguel é feito, normalmente, quando completa um ano, com base no valor percentual acumulado no período de 12 meses do indicador. Na prática, o cálculo feito é:

Valor do aluguel + (percentual acumulado em 12 meses do indicador x valor do aluguel) = Valor de aluguel reajustado

Agora, um exemplo prático. O aluguel do imóvel custa R$ 1.000, e o acumulado do período foi de 5%. Ao completar os 12 meses de contrato, o valor pago será de R$ 1.050. O pagamento do valor reajustado só ocorre no boleto do mês seguinte ao mês referente ao início do contrato.

R$ 1.000 + (R$1.000 x 0.05) = R$ 1.050

Como é feito o cálculo de reajuste de aluguel pelo IPCA?

O cálculo de reajuste de aluguel que leva o IPCA em contrato é feito com o percentual acumulado em 12 meses do indicador. Na prática o cálculo será o mesmo para qualquer indicador fixado.

Valor do aluguel + (percentual acumulado em 12 meses do indicador x valor do aluguel) = Valor de aluguel reajustado.

Qual o índice de reajuste de aluguel para 2024?

Cada contrato de aluguel pode ser indexado pelo indicador de inflação desejado. Na prática, o indicador mais comum utilizado é o IGP-M, já que no passado apresentava perfil estável, sem alterações bruscas, que representava segurança para inquilinos e locatários.

Com a pandemia, a economia teve alguns desajustes e por isso, o IGP-M apresentou maior instabilidade. Com isso, foi possível observar um movimento de mercado associado à mudanças de contrato para o IPCA.

Mesmo assim, muitos ainda preferem o IGP-M como indicador, já que as variações do indicador voltam a dar sinais de estabilidade para os próximos meses, conforme o próprio mercado.

Novo índice para reajuste de aluguel

Lançado em janeiro de 2022, o Índice de Variação de Aluguel Residencial - IVAR - é uma iniciativa do FGV-IBRE. O indicador foi criado para refletir de maneira mais fiel às variações de aluguel no país, já que durante a pandemia os indicadores de inflação geral flutuaram de maneira mais brusca.

Como calcular IGP-M acumulado?

O IGP-M acumulado é calculado através do período, já que o índice é registrado mensalmente. Ele é usado para medir a inflação dos preços na cesta de produtos e serviços selecionados pela FGV IBRE. Para calcular em períodos específicos é possível utilizar uma calculadora de IGP-M acumulado.

Deixe seu comentário ou dúvida