Top 10 cidades com metro quadrado mais caro do Brasil em 2024

01 Janeiro 2024 | Atualizado em 16 Maio 2024
Por Redação MySide

De acordo com os resultados do Índice Fipezap liberados em Maio de 2024, as cidades com metro quadrado mais caro no país são Balneário Camboriú (SC), Itapema (SC) e Vitória (ES).

Cidades com o metro quadrado mais caro do Brasil

O valor médio do metro quadrado no Brasil é de R$ 8.902. Segundo o relatório Fipezap, o preço médio de venda residencial no país mostrou uma valorização imobiliária de 5,76% nos últimos 12 meses.

Mas quais são as 10 cidades com o metro quadrado mais caro do Brasil? E qual a performance de valorização imobiliária em cada um destes lugares individualmente?

Relaxa, a gente trouxe essa relação em primeira mão para você.

Qual é a cidade com metro quadrado mais caro do Brasil?

Balneário Camboriú (SC) possui o metro quadrado mais caro do país, segundo o Índice Fipezap. Com o valor de R$ 12.993 por metro quadrado, a cidade teve valorização de 5,97% nos últimos 12 meses e, no acumulado de 2023 até 2020, de 55,22%. Ela se mantém na primeira posição do ranking de imóveis residenciais desde maio de 2022.

Quais são as cidades com m² mais caro do Brasil?

De acordo com o Informe de Maio de 2024 do índice Fipezap, com dados referentes a abril/2024, as 10 cidades com o metro quadrado mais caro do Brasil são, respectivamente:

Cidade Valor do m² Valorização 12 meses
Balneário Camboriú (SC) R$ 12.993 5,97%
Itapema (SC) R$ 12.806 14,29%
Vitória (ES) R$ 11.206 7,81%
Florianópolis (SC) R$ 11.144 11,14%
Itajaí (SC) R$ 10.984 12,45%
São Paulo (SP) R$ 10.858 4,93%
Barueri (SP) R$ 10.150 9,88%
Rio de Janeiro (RJ) R$ 10.048 1,57%
Curitiba (PR) R$ 9.663 12,50%
Brasília (DF) R$ 9.133 4,44%

A seguir você confere detalhes da valorização de cada uma dessas cidades!

1 - Balneário Camboriú (SC)

Imagem aérea Balneário Camboriú-SC

Atualmente, Balneário Camboriú possui o metro quadrado mais caro do país, no topo da lista das cidades mais valorizadas desde maio de 2022. Localizada no litoral norte do estado, o município catarinense apresenta uma média de R$ 12.993 por m², acumulando uma valorização imobiliária de 5,97% nos últimos 12 meses.

Balneário Camboriú tem uma população de 139 mil habitantes, mas é um município majoritariamente turístico. Por isso, concentra diversos pontos turísticos no decorrer de sua orla, como o Parque Unipraias e a FG Big Wheel, a roda gigante de BC.

O perfil dos apartamentos à venda em Balneário Camboriú acompanha o estilo de vida de alto padrão da cidade. Grandes metragens, áreas de lazer colossais e vistas de tirar o fôlego, são algumas das características que você encontra nos imóveis da região.

Não à toa, Balneário também é a cidade com os maiores prédios do país, com 6 edifícios entre os mais altos do Brasil.

E aí, morar ou investir na Dubai Brasileira está nos seus planos? Se sim, confira nosso guia sobre como é morar em Balneário Camboriú.

2 - Itapema (SC)

Imagem aérea Meia Praia - Itapema/SC

Assim como Balneário, Itapema é uma das cidades mais buscadas para investir em Santa Catarina. Conhecida como a capital dos ultraleves, o município, que é vizinho de Balneário Camboriú, conta com 76 mil habitantes fixos, porém alcança facilmente a marca de 1 milhão de turistas durante a temporada de verão, já que é uma cidade majoritariamente turística.

Os imóveis à venda em Itapema possuem um valor médio de R$ 12.806 por metro quadrado e valorizaram 14,29% nos últimos 12 meses. Ano passado a cidade também registrou uma das melhores valorizações imobiliárias de 2023 do país. Não à toa, é comum encontrar diversas opções de apartamentos de luxo em Itapema.

Confira mais detalhes como custo de vida, bairros e infraestrutura da cidade no nosso guia de Itapema.

3 - Vitória (ES)

Imagem aérea Vitória-ES

Vitória, a capital do Espírito Santo, está localizada na região sudoeste do país. A cidade, de 323 mil habitantes, é uma das três ilhas-capitais do Brasil, ao lado de São Luís, no Maranhão, e Florianópolis, em Santa Catarina. Desde novembro de 2022 a cidade vem disputando o terceiro lugar no ranking com a maior cidade da América Latina, São Paulo.

A capital capixaba conta com uma geografia repleta de ilhas, enseadas, encostas, mangues e praias, além de construções históricas de tirar o fôlego, como a Capela de Santa Luzia, datada do século XVI. Por isso, para morar na ilha, vai ser preciso desembolsar um valor médio de R$ 11.206 por metro quadrado, segundo dados de abril/2024.

Confira também quais são as melhores cidades de praia para morar no Brasil.

4 - Florianópolis (SC)

Imagem aerea beira-mar Florianópolis

Florianópolis é a capital de Santa Catarina e, assim como Vitória, boa parte do seu território é uma ilha. De acordo com o Censo de 2022, a cidade conta com 537 mil habitantes.

Mesmo tendo como atração principal praias paradisíacas, Floripa é uma cidade cosmopolita, com um setor turístico, cultural e imobiliário bem aquecido. A cidade também foi apelidada de 'Ilha do Silício', devido à forte presença de empresas de tecnologia.

O valor médio do metro quadrado na capital catarinense é de R$ 11.144. Já a valorização imobiliária acumulada nos últimos 12 meses atrai investidores, registrando 11,14% de aumento no preço dos imóveis residenciais.

Mas Florianópolis não é apenas uma das cidades com o metro quadrado mais caro do Brasil, ela também é reconhecida como uma das melhores cidades para morar no país. Não à toa, a procura por apartamentos em Florianópolis continua crescendo, refletindo a qualidade de vida e as oportunidades únicas que a cidade oferece.

Se você está buscando conhecer mais sobre a cidade, não deixe de conferir nosso guia sobre como é morar em Florianópolis.

5 - Itajaí (SC)

Imagem porto de Itajaí

Itajaí é uma cidade portuária, localizada no litoral norte de Santa Catarina, na margem direita do rio Itajaí-Açu. O município possui 264 mil habitantes e conta com o segundo maior PIB e a maior renda per capital do estado, com grandes empresas nacionais e multinacionais situadas na cidade.

Itajaí está a 94 km de Florianópolis, é vizinha de Balneário Camboriú e conta com uma das praias mais nobres da região: a Praia Brava. Todos esses pontos fazem com que a cidade tenha um dos metro quadrado mais caros do Brasil, custando em média R$ 10.984.

Mas não se engane: os apartamentos para comprar na Praia Brava podem superar esse valor, já que a região é um polo de valorização dentro de Itajaí, apresentando oportunidades de alto padrão, com demanda acima da média da cidade.

Em geral, a variação acumulada em Itajaí nos últimos 12 meses foi de 12,45%.

→ Veja também: Vantagens e desvantagens de morar em Itajaí, SC

6 - São Paulo (SP)

Ponte Estaiada São Paulo - SP

São Paulo capital tem cerca de 11,5 milhões de habitantes, estando entre as cidades mais populosas do mundo e considerada o centro financeiro e urbano do Brasil. Por isso, comprar um imóvel no município não é tão barato assim. Na verdade, o valor médio do metro quadrado na capital paulistana é de R$ 10.858.

Apesar do alto valor de metro quadrado, em comparação com as cidades do top 3, a valorização da cidade mais cosmopolita do país é menor. O acumulado em 12 meses para a capital paulista foi de 4,93% no preço por metro quadrado.

7 - Barueri (SP)

Imagem aérea de Balneário Camboriú

Barueri está situada na região metropolitana da Grande São Paulo, a 26,5 quilômetros da capital paulistana. A cidade, com 316 mil habitantes, está entre os 10 municípios do estado com maior crescimento populacional.

O município está recheado de indústrias, comércios e prestadores de serviço, além de possuir uma economia bem dinâmica e grandes oportunidades de negócio e investimento.

Um exemplo disso, são os números imobiliários da região, que conta com um valor médio de R$ 10.150 por metro quadrado e uma valorização imobiliária de 9,88% nos últimos 12 meses.

8 - Rio de Janeiro (RJ)

Imagem aérea Rio de Janeiro

A capital carioca está hoje em 8º lugar no ranking do metro quadrado mais caro do Brasil, com uma média de valor de R$ 10.048, mas podendo chegar em valores muito mais altos.

A cidade maravilhosa também pode ser generosa para quem busca começar a investir em imóveis, já que apresenta uma valorização imobiliária constante.

A cidade é famosa por suas belas praias, enquanto a estátua do Cristo Redentor no topo do corcovado faz morada no imaginário do mundo inteiro. Possui uma população de 6,2 milhões de habitantes e, nos últimos 12 meses, apresentou uma valorização imobiliária de 1,57%.

9 - Curitiba (PR)

Imagem aérea Curitiba

Curitiba é a capital do Paraná, localizada no sul do país, sendo conhecida pela beleza, arborização e organização urbana, além de ter ganhado o título de capital ecológica, por conta da grande quantidade de áreas verdes distribuídas no município.

Curitiba também é conhecida por abrigar a Universidade Federal do Paraná, a mais antiga do país, construída em 1912, além de possuir diversos pontos turísticos famosos em todo o Brasil, como a Ópera de Arame e o Museu Oscar Niemeyer.

O valor médio do metro quadrado na cidade é de R$ 9.663 com uma valorização imobiliária interessante para o investidor, de 12,50% nos últimos 12 meses.

As opções de apartamentos à venda em Curitiba variam amplamente em termos de localização, tamanho e comodidades, o que proporciona alternativas para todos os tipos de investidores e compradores.

Bairros como Batel e Ecoville são conhecidos por seus empreendimentos, enquanto outras áreas como Água Verde e Portão oferecem opções mais acessíveis sem comprometer a qualidade de vida e a facilidade de locomoção da cidade.

→ Veja também: Como é morar em Curitiba, PR

10 - Brasília (DF)

Imagem aerea Brasília

Brasília também compõem a lista das cidades com o metro quadrado mais caro do país, afinal, a média de preço praticada na capital do Brasil é de R$ 9.133. A cidade, localizada no centro-oeste, tem cerca de 2,8 milhões de habitantes, sendo a terceira mais populosa do país.

Em 1956, a região geográfica conhecida como Planalto Central, foi planejada e desenvolvida pelo urbanista e arquiteto Lúcio Costa, pelo arquiteto Oscar Niemeyer e pelo engenheiro Joaquim Cardozo. Por essa razão, a capital federal é considerada um Patrimônio Mundial pela UNESCO.

A valorização imobiliária da capital nos últimos 12 meses, no entanto, é modesta, marcando 4,44% de variação.

Acompanhe o valor do metro quadrado todas as cidades brasileiras

Cidade Valor do m² Valorização 12 meses
Balneário Camboriú (SC) R$ 12.993 5,97%
Itapema (SC) R$ 12.806 14,29%
Vitória (ES) R$ 11.206 7,81%
Florianópolis (SC) R$ 11.144 11,14%
Itajaí (SC) R$ 10.984 12,45%
São Paulo (SP) R$ 10.858 4,93%
Barueri (SP) R$ 10.150 9,88%
Rio de Janeiro (RJ) R$ 10.048 1,57%
Curitiba (PR) R$ 9.663 12,50%
Brasília (DF) R$ 9.133 4,44%
Belo Horizonte (MG) R$ 8.625 9,97%
Maceió (AL) R$ 8.617 14,58%
Vila Velha (ES) R$ 8.550 14,96%
São Caetano do Sul (SP) R$ 8.072 6,84%
São José dos Campos (SP) R$ 7.928 12,00%
Recife (PE) R$ 7.903 7,52%
Osasco (SP) R$ 7.497 7,23%
São José (SC) R$ 7.479 17,06%
Goiânia (GO) R$ 7.388 13,45%
Fortaleza (CE) R$ 7.374 5,92%
Niterói (RJ) R$ 6.977 2,44%
Santo André (SP) R$ 6.894 5,31%
Santos (SP) R$ 6.727 11,57%
Joinville (SC) R$ 6.698 9,13%
Porto Alegre (RS) R$ 6.682 2,13%
Manaus (AM) R$ 6.642 8,57%
Blumenau (SC) R$ 6.506 11,41%
Campinas (SP) R$ 6.377 9,78%
Diadema (SP) R$ 6.313 6,33%
João Pessoa (PB) R$ 6.267 10,48%
Guarulhos (SP) R$ 6.238 6,92%
Guarujá (SP) R$ 6.120 7,80%
São Bernardo do Campo (SP) R$ 6.079 6,30%
Salvador (BA) R$ 6.011 5,65%
Campo Grande (MS) R$ 5.976 7,69%
Praia Grande (SP) R$ 5.809 11,59%
Caxias do Sul (RS) R$ 5.300 7,06%
Jaboatão dos Guararapes (PE) R$ 5.290 3,14%
São José do Rio Preto (SP) R$ 5.100 7,64%
Canoas (RS) R$ 5.065 3,75%
Contagem (MG) R$ 5.018 12,71%
São José dos Pinhais (PR) R$ 4.958 11,57%
Santa Maria (RS) R$ 4.925 6,61%
Novo Hamburgo (RS) R$ 4.863 3,95%
Londrina (PR) R$ 4.746 5,16%
Ribeirão Preto (SP) R$ 4.638 4,53%
São Leopoldo (RS) R$ 4.527 1,81%
São Vicente (SP) R$ 4.301 3,27%
Pelotas (RS) R$ 4.156 1,15%
Betim (MG) R$ 3.975 8,29%

Qual é o metro quadrado mais barato do Brasil?

Muito se fala no metro quadrado mais caro do Brasil, mas você já parou para pensar no metro quadrado mais barato do país?

De acordo com o ranking Fipezap Residencial de Maio de 2024, que acompanhou a variação média do metro quadrado em 50 cidades brasileiras, o metro quadrado mais barato do país é o da cidade de Betim (MG) com o valor médio de R$ 3.975.

Boas oportunidades para investir em imóveis

Para você que está pensando em aproveitar o período de expansão do mercado para investir em um imóvel, que tal conferir opções de apartamentos para investidores? A MySide atua em regiões grande potencial de valorização imobiliária com consultores especialistas em investimento.

Ajudamos você a fazer a melhor compra. Tire suas dúvidas agora!

Conversar com especialista

Deixe seu comentário ou dúvida