Balneário Camboriú tem o metro quadrado mais caro do Brasil em 2024

01 Janeiro 2024 | Atualizado em 16 Maio 2024
Por Bárbara Schroeder

O preço do metro quadrado médio em BC é de R$ 12.993, o maior do Brasil segundo o Índice Fipezap divulgado em maio de 2024. A cidade, conhecida pelos arranha-céus e edifícios de alto padrão, registrou uma valorização de 5,97% nos últimos 12 meses.

Deck barra norte à noite - Balneário Camboriú SC
Deck da Barra Norte à noite - Balneário Camboriú SC

Comprar um imóvel na capital do turismo catarinense é sinônimo de sucesso e garantia de retorno financeiro ao longo prazo - que, nos últimos tempos, não é um prazo tão longo assim.

Para você ter uma ideia, a média do metro quadrado nas cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro é mais barata do que a média registrada em Balneário Camboriú. Os imóveis também são uma oportunidade de investimento e a alta valorização pode ser encarada como uma possibilidade de multiplicar seu capital.

Quanto custa o metro quadrado em Balneário Camboriú?

De acordo com o Índice Fipezap de venda residencial - maio/2024, o valor médio do metro quadrado de Balneário Camboriú é de R$ 12.993, o maior do Brasil, seguido pelas cidades de Itapema (R$ 12.806) e Vitória (R$ 11.206).

O ranking também mostrou que 4 das 10 cidades com o metro quadrado mais caro do Brasil são catarinenses:

  1. Balneário Camboriú (SC) - R$ 12.993 por m² 
  2. Itapema (SC) - R$ 12.806 por m²
  3. Vitória (ES) - R$ 11.206 por m²
  4. Florianópolis (SC) - R$ 11.144 por m²
  5. Itajaí (SC) - R$ 10.984 por m²
  6. São Paulo (SP) - R$ 10.858 por m²
  7. Barueri (SP) - R$ 10.150 por m²
  8. Rio de Janeiro (RJ) - R$ 10.048 por m²
  9. Curitiba (PR) - R$ 9.663 por m²
  10. Brasília (DF) - R$ 9.133 por m²

Conheça os apartamentos em Balneário Camboriú e região

Ver apartamentos

Além de Balneário: cidades do litoral de Santa Catarina são destaque em valorização

Seguindo a tendência de crescimento de Balneário Camboriú, cidades como Itapema, Porto Belo e Itajaí passaram a fazer parte do portfólio dos investidores que buscam comprar um imóvel para investir.

Um exemplo disso é Itapema, vizinha de Balneário no sentido Florianópolis. Em 2023, Itapema registrou 19,52% de valorização imobiliária no ano. E não é para menos: inspirada pela onda de oportunidades de BC, o município vem alocando recursos para melhorar a infraestrutura da cidade, movimentando o turismo e consequentemente os aluguéis de temporada, menina dos olhos de quem busca investir em Itapema.

Quem indica, amigo é:

Se você quer pegar uma carona na valorização dessas cidades, mas ainda tem dúvidas sobre onde investir em Santa Catarina, nós preparamos um guia analisando o perfil dos imóveis em 4 cidades do litoral catarinense. Não vai perder, vai?!

Histórico do valor do metro quadrado em Balneário Camboriú

Os imóveis da cidade catarinense apresentam um histórico de valorização crescente e constante, especialmente se pegarmos como amostra os últimos dois anos. Afinal, até setembro de 2021, Balneário Camboriú ocupava a quarta posição no ranking do Fipezap Residencial.

Desde maio de 2022, Balneário Camboriú ocupa o primeiro lugar no ranking do metro quadrado mais caro do Brasil.

Evolução preço por metro quadrado em Balneário Camboriú, maio 2024

Impressionante, não é mesmo? Se você está convencido de que BC é o seu próximo local de investimento, que tal dar uma olhada nos apartamentos à venda em Balneário Camboriú!

Encontre um imóvel em Balneário Camboriú
na região de sua preferência

Por que Balneário Camboriú tem o metro quadrado mais caro do Brasil?

Alguns dos motivos são: qualidade de vida e belezas naturais, escassez de áreas com potencial construtivo na orla da praia, e claro, o potencial de rentabilidade com o aluguel dos imóveis na temporada. Balneário Camboriú também é considerada uma das melhores cidades de praia para morar no Brasil considerando o IDH do município. 

Analisamos a fundo alguns desses e outros fatores, confira!

1 - Efeito escassez

Você sabia que restam apenas 8 terrenos de frente para o mar em Balneário Camboriú e que todos eles já estão com projetos em andamento para novas construções? Por isso, chegamos em um momento em que a matemática não fecha, ou seja, a procura é grande, mas são poucas as opções disponíveis.

2 - Rentabilidade superior ao mercado financeiro

Outro ponto importante nessa discussão é o fato de que, durante o período de pandemia e momento pós-pandêmico, a crise econômica afetou negativamente o mercado financeiro brasileiro (bolsa de valores, renda fixa e afins), fazendo com que muita gente passasse buscar opções de investimento no mercado imobiliário.

Historicamente, o esse mercado é menos volátil do que o financeiro e, da mesma forma, mais conservador. O retorno monetário, nesse caso, vem através da valorização imobiliária e, também, da locação desses imóveis.

3 - Alargamento da faixa de areia da orla da cidade

Agora, sem dúvidas, o alargamento da faixa de areia da orla de Balneário Camboriú aumentou a procura e a valorização imobiliária da cidade. Já que o aumento do preço dos imóveis nos bairros de Balneário Camboriú acompanhou o desenvolvimento da obra.

Imagem aérea expansão da faixa de areia na praia central de Balneário Camboriú - SC
Reprodução: Twitter @FotosPeloMundo

A mega obra que aumentou de 25 para 75 metros a faixa de areia da Barra Sul até a Barra Norte chamou a atenção dos investidores estrangeiros, abriu espaço para mais turistas e melhorou consideravelmente a qualidade de vida daqueles que moram ou visitam o município, principalmente na alta temporada. E tudo isso, claro, resultou em mais um empurrãozinho na valorização imobiliária da região.

Quantos quartos você procura em Balneário Camboriú

Morar em Balneário Camboriú é caro?

Que o valor do metro quadrado em BC é alto, isso você já sabe, mas qual é o custo de vida na Dubai Brasileira? De acordo com o site colaborativo Expatistan, o custo de vida em Balneário Camboriú, estimado para uma pessoa que consome produtos e serviços de alto padrão, fica em torno de R$ 5,8 mil mensais.

Porém, tenha em mente que esse valor pode variar e, geralmente, se adequa ao perfil de consumo de cada pessoa. Afinal, como a oferta de aluguéis, alimentação e lazer é grande, vai ser possível encontrar boas opções dentro de todas as faixas de preço.

Deixe seu comentário ou dúvida