Ranking das cidades que mais valorizam em 2023

03 Agosto 2023 | Atualizado em 24 Outubro 2023
Por Nicole Santos

São José - SC apresentou uma valorização de mais de 14,01% somente de janeiro a julho deste ano. Das capitais, o destaque foi para Maceió - AL, com aumento de 10,03%.

Cidades que mais valorizam imóveis em 2023

Dados de julho/23 mostram o índice de valorização dos preços de metro quadrado nas principais cidades do país. O índice FipeZap revela que o município que registrou o maior aumento de preços foi São José, SC.

O indicador FipeZap monitora preços divulgados mensalmente de metro quadrado para venda residencial e também para locação. Os dados são monitorados em 50 cidades brasileiras, incluindo 16 das 27 capitais.

Os resultados expostos neste artigo são referentes a julho de 2023, divulgados em agosto, e podem ser considerados como uma média para 2023.

Confira agora o ranking, os preços e o percentual de valorização em cada cidade!

10 cidades que mais valorizam em 2023

O ranking foi elaborado a partir da valorização imobiliária de cada cidade, ou seja, pelo índice de aumento nos valores do metro quadrado acumulado no decorrer do ano em cada município.

1. São José – SC: 14,01%

São José, SC

São José, localizada na região metropolitana de Florianópolis, é novata na lista das cidades mais valorizadas do Brasil, mesmo assim é uma dos municípios que mais cresce economicamente em Santa Catarina.

O sucesso econômico da cidade é devido às indústrias e empresas situadas em São José, além dos investimentos governamentais em educação e infraestrutura no local.

A vizinha da Ilha de Santa Catarina foi a cidade que registrou o maior índice de valorização imobiliária no ano de 2023 no Brasil. O aumento foi de 14,01%, com um valor de R$ 6.781 por metro quadrado para viver lá!

2. Itapema – SC: 12,05%

Itamepa, SC

Considerada a capital dos ultraleves e, também, um dos destaques imobiliários de Santa Catarina. Não é à toa que há todo tipo de apartamento à venda em Itapema. Localizada no Litoral Norte do estado catarinense, já emplacou uma valorização de 12,05% em 2023.

O valor do metro quadrado na cidade é de R$ 11.717 e o segundo mais caro do Brasil, atrás apenas de Balneário Camboriú que, por sinal, é sua vizinha. Mais uma vantagem para quem decide investir em imóveis em Itapema.

Encontre um imóvel em Itapema
na região de sua preferência

3. Maceió – AL: 10,03%

Maceió, AL

Maceió é a capital de Alagoas e detêm a maior valorização imobiliária dentre as capitais. O município valorizou 8,53% apenas no primeiro semestre de 2023.

Segundo o relatório, o preço médio do metro quadrado na cidade é de R$ 7.709. O município conta com diversas praias paradisíacas e quase 1 milhão de habitantes.

4. Itajaí – SC: 9,19%

Itajaí, SC

Itajaí fica na Região Norte de Santa Catarina, ao lado de Balneário Camboriú, Navegantes e Brusque. O município portuário conta com o segundo melhor PIB e a maior renda per capita do estado.

Mas não é apenas no cenário econômico que a cidade se destaca, Itajaí também é destaque na valorização imobiliária, batendo 9,19% de aumento somente nos primeiros sete meses de 2023. É por isso que as opções de apartamentos na planta à venda em Itajaí são variadas e para todos os gostos. 

Para morar em Itajaí, o investimento médio necessário é de R$ 10.106 por metro quadrado!

5. Campo Grande – MS: 8,95%Campo Grande, MS

Campo Grande é a capital do Mato Grosso do Sul, estado brasileiro localizado na Região Centro-Oeste do país. O município tem cerca de 897.938 pessoas e é um dos mais arborizados do Brasil.

Agora, quando o assunto é valorização de imóveis, o mercado imobiliário sul-mato-grossense apresentou um crescimento de 8,95% nos sete primeiros meses do ano, com um valor médio de R$ 5.693 por m².

6. São José dos Campos – SP: 8,90%

São José dos Campos, SP

Localizado no interior do estado de São Paulo e sede da Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte, São José dos Campos apresentou um crescimento de 8,90% até junho deste ano.

O município é o 9º mais populoso de São Paulo e o 30º do país, com 697.428 habitantes. Já o preço médio do metro quadrado na cidade é de R$ 7.317.

7. Balneário Camboriú – SC: 8,28%

Balneário Camboriú, SC

Balneário Camboriú é uma das cidades mais famosas de Santa Catarina, ela está localizada no Litoral Norte do estado e, por conta de seus grandes arranha-céus à beira-mar, é conhecida como Dubai Brasileira.

Ocupando o 5º lugar entre as cidades brasileiras que mais valorizaram em 2023, BC apresentou uma valorização imobiliária de 7,93% e um preço médio por metro quadrado de R$ 12.295. No caso dos apartamentos na planta em Balneário Camboriú o metro quadrado fica ainda mais caro: R$ 16.830 mil.

Desde maio de 2022, Balneário Camboriú detêm o título de cidade com o metro quadrado mais caro do Brasil, resultado da valorização imobiliária estrondosa conquistada pelo município.

8. Goiânia – GO: 7,80%

Goiânia, GO

Capital nacional do sertanejo, Goiânia ocupa o terceiro lugar no ranking das capitais que mais valorizaram no primeiro semestre de 2023. O aumento de preços nos imóveis residenciais foi de 7,80% até o momento.

Já a média de valor do metro quadrado em Goiânia segundo o FipeZap é de R$ 6.660. Ela é destaque na Região Centro-Oeste do país, sendo a capital com maior quantidade de área verde por habitante do Brasil.

Veja também o valor do metro quadrado em Goiânia para apartamentos novos e na planta com o indicador MyIndex.

Encontre um imóvel em Goiânia
na região de sua preferência

9. Florianópolis – SC: 7,36%

Florianópolis, SC

A capital ilha do sul do país integra a lista de cidades mais valorizadas em 2023. Isso porque a qualidade de vida do município é uma das mais elevadas entre as capitais nacionais.

Com suas 42 praias, a ilha é um destino turístico reconhecido internacionalmente, já a valorização da capital em 2023 foi de 7,36%, sendo necessário desembolsar uma média de R$ 10.313 por m² para morar lá.

10. Betim - MG: 6,95%

Betim, MG

Betim está na região metropolitana de Belo Horizonte e possui menos de 500 mil habitantes. Mesmo com uma localização estratégica e uma valorização imobiliária de destaque, morar por lá não se torna caro, pelo menos na hora de comprar o seu imóvel.

Betim ganha visibilidade pelo índice de valorização (6,95%) e também pelos baixos preços de metro quadrado. No ranking geral de preço do metro quadrado residencial, ela é a cidade com menor valor: R$ 3.788.

→ Confira também as 10 cidades com metro quadrado mais caro do Brasil em 2023.

10 capitais brasileiras que mais valorizaram em 2023

1. Maceió – AL: 10,03%

Maceió, Alagoas

Capital de Alagoas, Maceió conta com 1,02 milhão de habitantes e recebe anualmente cerca de 2,2 milhões de turistas. São 50 bairros, 8 regiões administrativas e 13 praias ao todo.

Para morar na cidade, o investimento médio é de R$ 7.709 por metro quadrado. Somente em 2023, o aumento nos preços foi de 8,53%, sendo o maior entre as capitais brasileiras.

2. Campo Grande – MS: 8,95%

Campo Grande, MS

Campo Grande é a vice-campeã no rankings de capitais brasileiras onde os imóveis mais valorizam. Uma prova de sua ascensão imobiliária é que o município também está entre as cidades brasileiras que mais valorizam, estando em 5º lugar no informe de agosto do Relatório FipeZap.

3. Goiânia – GO: 7,80%

Goiânia, GO

Goiânia ocupa o 3º lugar entre as capitais mais valorizadas do primeiro semestre de 2023. O município é a capital de Goiás e casa para cerca de
1.437.237 pessoas (IBGE, 2022).

O preço médio do metro quadrado na cidade é de R$ 6.660, com um crescimento semestral de 7,80% em 2023. Por isso, comprar um imóvel em Goiânia pode ser um ótimo negócio.

4. Florianópolis – SC: 7,36%

Florianópolis, SC

Florianópolis – ou Floripa para os mais íntimos – é a capital de Santa Catarina, estado localizado na Região Sul do Brasil. Por lá, a valorização imobiliária chegou a 7,36% apenas nos primeiros sete meses do ano.

Já a média do metro quadrado na capital catarinense é de R$ 10.313.

5. Salvador - BA: 5,33%

Salvador, BA
Salvador é a capital da Bahia e um dos destinos turísticos mais famosos do Brasil. Ainda na época do Brasil Colônia, o município foi a primeira capital brasileira e, por isso, conhecida pela arquitetura colonial portuguesa e cultura afro-brasileira.

A capital possui cerca de 2.418.005 habitantes e uma valorização acumulada de 4,54% somente em 2023, com um preço médio de R$ 5.786 por metro quadrado.

6. Belo Horizonte – MG: 5,25%

Belo Horizonte, MG

Belo Horizonte é a capital de Minas Gerais, estado localizado na Região Sudoeste do Brasil. BH é casa para 2.315.560 pessoas e para o enorme Estádio Mineirão.

De janeiro a junho de 2023, a capital mineira aumentou seus preços em 4,36%, chegando à marca de R$ 7.972 por metro quadrado.

7. João Pessoa – PB: 5,13%

João Pessoa, PB

João Pessoa é a capital da Paraíba, estado situado na Região Nordeste do país. O município paraibano tem cerca de 833.932 habitantes fixos e um turismo aquecido.

A cidade tem um dos maiores e mais antigos centros históricos do país, apresentando também uma das maiores performances imobiliárias entre as capitais brasileiras.

Para ser mais exato, João Pessoa conta com um crescimento de 5,13% e um preço médio de R$ 5.679 por m².

8. Fortaleza – CE: 4,36%

Fortaleza, CE

Fortaleza ocupa o 8º lugar entre as capitais mais valorizadas até o momento. A capital do Ceará, no Nordeste brasileiro, é um município repleto de praias, falésias vermelhas, palmeiras, dunas e lagoas.

A cidade tem cerca de 2.428.678 habitantes, uma valor médio de R$ 7.046 por metro quadrado e um aumento de 3,58% nos preços em relação ao último mês de 2022.

9. Manaus – AM: 4,20%

Manaus, AM

Fechando a nossa lista e saindo da Região Nordeste do Brasil, chegaremos à Manaus, a capital do Amazonas, no Noroeste do país. Ela é a capital mais populosa do Norte, com 2.063.547 habitantes.

Além de uma valorização imobiliária de 3,27% apenas no primeiro semestre de 2023 e um preço médio de R$ 6.038 por m², Manaus também é um dos principais pontos de partida para a Floresta Amazônica.

10. Recife – PE: 3,84%

Recife, PE

Recife é conhecido pela diversidade de rios, pontes, ilhéus e penínsulas dispostas ao longo da cidade. Localizada na Região Nordeste, o município mais famoso de Pernambuco conta com 1.488.920 habitantes.

A capital pernambucana apresentou um crescimento imobiliário de 3,84% até julho de 2023. Com essa valorização, o preço do metro quadrado na cidade passou para R$ 7.481.

E aí, qual das cidades que mais valorizam imóveis em 2023 surpreendeu você? Já mora em um dos municípios mencionados ao longo do artigo ou quer investir em imóveis em algum deles? Aproveite o timing do mercado imobiliário!

Perguntas frequentes

Qual é a cidade onde os imóveis mais valorizam em 2023?

São José - SC, é a cidade em que os imóveis mais valorizaram até julho de 2023, com a média de 14,01% de janeiro a julho. Por lá, os imóveis têm a média do valor de R$ 6.781 por metro quadrado. Esses são os dados do informe de agosto de 2023 do Relatório FipeZap.

Qual é a cidade onde os imóveis menos valorizam em 2023?

São José do Rio Preto é o município onde os imóveis menos valorizaram no ano de 2023. A média foi de apenas 0,11% de aumento nos preços do metro quadrado, que está em R$ 4.794 em julho de 2023. Os dados são do informe de agosto de 2023 do Relatório FipeZap.

Qual é a metodologia da pesquisa?

O Instituto FipeZap+ realiza a pesquisa de preços em 50 cidades brasileiras mensalmente. Como base de dados, o relatório leva em conta os anúncios de imóveis residenciais prontos disponíveis no Portal Zap.

Inscreva-se abaixo e receba o relatório mensal em primeira mão:

Deixe seu comentário ou dúvida